Centro de Conhecimentos da ESAB

Guia de seleção de fios MIG

Soldabilidade

O desempenho de soldadura de um fio MIG carateriza-se pelo seguinte:

  • Qualidade do metal fundido
  • Fluidez do banho de fusão
  • Forma do cordão e molhagem do bordo
  • Tendência para salpicos

Qualidade do metal fundido

A qualidade do metal fundido é caraterizada por uma falta de porosidade, boa fusão e ausência de fissuras. A porosidade, a causa mais frequentemente citada da soldadura de má qualidade é causada por excesso de oxigénio da atmosfera, o gás de proteção e qualquer contaminação da chapa base combinado com carbono no metal fundido para formar feixes de monóxido de carbono (CO). À medida que a soldadura arrefece, algum do CO pode ficar encurralado formando poros denominados porosidade. O processo de fio MIG é tipicamente reconhecido como tendo muito pouco hidrogénio no depósito. Fatores tais como humidade no gás de proteção, as condições atmosféricas e o estado da chapa podem ter um grau variado de efeitos adversos sobre o hidrogénio difusível real no depósito de soldadura.

Processo

Controlo de porosidade

A desoxidação do banho de fusão tem de ser suficiente para minimizar a formação de CO e porosidade. Para tal, os fios Spoolarc contêm elementos com os quais o oxigénio se combina em detrimento do carbono, para formar escórias inofensivas. Estes elementos denominados desoxidantes são o manganês (Mn), silício (Si), titânio (Ti), alumínio (Al) e zircónio (Zr). O alumínio, o titânio e o zircónio são desoxidantes muito potentes — talvez cinco vezes tão eficazes quanto o manganês e o silício.

Fluidez do banho de fusão, forma do cordão e salpicos
A fluidez do banho de fusão derretido é importante por várias razões. Os banhos fluidos tendem a molhar suavemente nos bordos e a produzir um cordão liso e macio, especialmente em soldas em ângulo. Isto é importante em soldaduras de arco curtas de múltiplas passagens onde podem ocorrer defeitos de falta de fusão se a forma do cordão for má. Os cordões lisos bem molhados são também desejáveis quando o aspeto é importante e a retificação pós soldadura pode ser necessária para cumprir os requisitos do trabalho.

Cuidado: A fluidez excessiva do banho pode causar dificuldades de desempenho em soldadura fora da posição ou na realização de filetes horizontais côncavos.


Influência do manganês e do silício

A escolha do teor de manganês e silício de um fio MIG é normalmente a decisão mais importante que um operador tem de tomar. O aumento de manganês e silício afeta a fluidez do banho, a forma do cordão e outros fatores. Os desoxidantes Al, Ti e Zr no fio Spoolarc 65 tendem a tornar o respetivo banho um pouco viscoso. A característica de banho "duro" faz com que este fio seja ideal para trabalhos de soldadura em tubos - especialmente tubos de pequeno diâmetro - e muitos outros trabalhos de soldadura fora de posição.

Influência do gás de proteção e tensão do arco
A proteção de CO2 provoca transferência de metal do fio para a chapa base mais turbulenta e tende a criar um cordão mais coroado com maior perda de salpicos.

Os gases de proteção baseados em argão fornecem uma transferência de metal do fio para a chapa base mais estável e uniforme, cordões bem formados, perda de salpicos mínima e uma taxa de produção de fumos mais baixa.

O aumento da tensão do arco tende a aumentar a fluidez do banho, a achatar o cordão de soldadura, a aumentar o molhamento do bordo e a aumentar os salpicos. Tensões mais altas reduzem também a penetração e podem causar perda adicional de elementos de liga.

Os fios Spoolarc são processados revestidos a cobre utilizando o processo de fabrico HI DEP III proprietário da ESAB, ou como produto "nu" (sem revestimento de cobre). Os fios Spoolarc estão disponíveis numa variedade de ligas, diâmetros e pacotes para satisfazer as aplicações mais exigentes dos clientes.

Os fios Spoolarc, revestidos a cobre ou "nus", conferem uma excelente capacidade de alimentação e estabilidade do arco em oficinas nas condições mais duras e nas aplicações mais exigentes, mesmo a velocidades de alimentação de fio elevadas …isso significa menos tempo de paragens não programadas, maior produtividade.

Nota: Os fios "nus" Spoolarc são um produto padrão para clientes que não querem ou que preferem não ter revestimento de cobre.


Porque é que a alimentação é tão melhorada com a ESAB

Fios Spoolarc
  1. Todos os fios MIG Spoolarc são limpos após o processo de estiragem final para remover os lubrificantes residuais da estiragem e são depois tratados com um processo proprietário da ESAB para assegurar boa alimentação, estabilidade do arco e hidrogénio reduzido no depósito de soldadura.
  2. O fio Spoolarc HI DEP III (revestido a cobre) tem um acabamento mate com um revestimento de cobre reduzido (tipicamente 0,05% peso) que é fino e extremamente aderente - eliminando a problemática descamação do cobre.
  3. O acabamento mate no fio Spoolarc contrasta com muitos fios MIG convencionais que têm um aspeto "brilhante". Estes fios "brilhantes" não têm qualquer rendimento melhorado a nível da soldadura. Com efeito, estes fios geralmente apresentam um nível de revestimento de cobre mais elevado (até 0,30% peso) e têm tendência para o cobre descamar o que contribui negativamente para o seu desempenho.
  4. O fio com maior resistência tem uma resistência superior à "deformação" sob compressão. A ESAB estira a maioria dos fios MIG diretamente da haste para o tamanho final resultando num produto de alta resistência que resiste a "birdnesting" quando ocorrem restrições no sistema de alimentação.
Características de arco excelentes
  • O arranque rápido com o fio Spoolarc da ESAB minimiza o salpico de soldadura - um problema frequente com outros fios MIG.
  • Os fios Spoolarc produzem arcos de spray excelentes a tensões mais baixas, proporcionando controlo preciso do processo de soldadura, níveis de hidrogénio do metal fundido mais baixos e melhor penetração.
  • Os fios Spoolarc aumentam a vida útil da ponta de contacto. O processo de fabrico proprietário da ESAB resulta em melhor transferência de corrente, menos formação de arco, redução da erosão da ponta de contacto - especialmente com corrente e velocidades de alimentação do fio altas. Menos pontas de contacto gastas pode significar uma poupança considerável não só em peças de substituição mas também em mão-de-obra e paragens não programadas necessárias para trocá-las.
Fios Spoolarc da ESAB para soldaduras com hidrogénio reduzido

O hidrogénio normalmente entra nas soldaduras através de humidade na superfície do elétrodo, particularmente quando se utilizam elétrodos revestidos. Os fios MIG Spoolarc não possuem revestimento absorvente e nenhuma captação de humidade. O controlo apertado de resíduos de superfície resulta numa soldadura de alta qualidade sem problemas de hidrogénio. Não são necessários fornos de secagem para recondicionar elétrodos que possam ter absorvido humidade.

CUIDADO: Não se esqueça de testar a soldadura
A maior parte dos dados deste manual assenta em ensaios da American Welding Society (sociedade americana de soldadura) realizados em condições padrão. Porém, na prática normal, os resultados geralmente diferem na medida em que as condições de trabalho variam das condições padrão. Os fatores seguintes podem afetar os resultados produzidos por qualquer combinação fio/gás:

  • Química da chapa base
  • Espessura da chapa base
  • Tamanho do cordão de soldadura
  • Diluição da chapa base com metal fundido
  • Entrada de calor (afeta a taxa de arrefecimento da soldadura)

É por esse motivo que é importante ensaiar a combinação fio/gás selecionada na mesma união e nas mesmas condições que serão utilizadas durante a produção propriamente dita. Dependendo do trabalho, o ensaio pode consistir simplesmente na avaliação do desempenho da soldadura. Pode também implicar uma verificação completa das propriedades de serviço da soldadura.

Publicado Em Consumíveis de soldadura , Marcado Com GMAW, MIG

x
x

x

Loading..